Dicas

09/04/2020 / 3 meses ½ atrás

Algumas práticas que podem ajudar a sua empresa em momentos de crise.

Algumas práticas que podem ajudar a sua empresa em momentos de crise.

Como tornar sua empresa à prova de crises.

Queda na confiança do consumidor e redução de vendas ameaçam todas as empresas, ou até mesmo uma crise mundial, mas as pequenas empresas são particularmente vulneráveis, pois geralmente não têm reservas para ajudá-las a enfrentar tempos difíceis.

Então faça a pergunta para você mesmo. Como eu vou fazer minha empresa prosperar em tempos difíceis? A implementação dessas práticas ajudará a garantir a sobrevivência da sua empresa e até permitirá que ela prospere em tempos econômicos difíceis.

Confira agora as 7 práticas que podem ajudar sua empresa em momentos de crise:

1. Preserve seu fluxo de caixa
2. Revise as práticas de gerenciamento de estoque
3. Foco no que você faz de melhor
4. Desenvolver e implementar estratégias para conquistar os clientes da concorrência
5. Aproveite ao máximo dos clientes de sua base
6. Não reduza o marketing
7. Mantenha sempre um bom relacionamento com bancos e financeiras

 

1. Preserve seu fluxo de caixa

O fluxo de caixa é um instrumento básico de planejamento e controle financeiro, com ele o empresário tem uma visão do que está acontecendo atualmente e também do futuro, nele você terá os lançamentos de todos os recebimentos e todos os pagamentos e também tudo que está prevista para acontecer, quanto mais longo é esse controle, maior visão e será mais assertiva a tomada de decisão. O fluxo de caixa é a força vital do seu negócio; para manter a sua empresa saudável, o dinheiro precisa continuar fluindo. Enquanto sua empresa existir, você terá despesas. Porém, quanto mais difíceis os tempos, mais difícil pode ser manter o fluxo de caixa. Implemente estratégias para manter o fluxo de caixa sempre em movimento. – confira aqui nesse linkdo portal Sebrae, onde explica sobre o fluxo de caixa e também uma planilha auxiliar para ajudar na elaboração de um fluxo de caixa para a sua empresa.

 2. Revise as práticas de gerenciamento de estoque

O gerenciamento de estoque é uma parte bem importante para a lucratividade de sua empresa. Ter pouco estoque pode ser prejudicial ao seu tipo de negócio, os clientes podem ficar frustrados quando não encontrarem o produto que procuram na prateleira, certamente ele irá para seu concorrente encontra-lo. Mas em alguns tipos de negócios eles excedem a quantidade de produtos que os clientes sempre procuram por precaução, o risco dessa estratégia é o alto custo em armazenar o estoque, mas por outro lado deixa o fluxo de caixa com um grande valor. O ideal é manter o estoque sempre equilibrado. Algumas dicas podem ajudar muito para a prática de gerenciamento de estoque que são:
- Categorize seu estoque por grupos como por exemplo, os que tem uma maior saída no grupo A, os que tem uma saída não tão rápida mas tem um custo menor que o grupo C, e o grupo C que tem um custo mais alto e fica mais tempo no estoque;
- Acompanhe as informações do produto e mantenha um registro das informações do produto;
Faça sempre que possível uma auditoria em seu estoque, a contagem física dos produtos pode garantir que ele corresponda ao que você realmente tem.
- Acompanhe sempre as vendas para entender melhor o movimento de cada produto como por exemplo: qual dia determinado produto vende mais, horário, tipo de cliente e várias outras informações importantes;
- Invista em tecnologia de gerenciamento de estoque, com um bom sistema de PDV, equipamentos como Coletores de dados, Leitor de código de barras e Impressoras de Etiquetas podem ajudar no controle de estoque mesmo a sua empresa sendo pequena;
Sendo assim veja o que pode ser feito para reduzir os custos de estoque sem sacrificar a qualidade das mercadorias ou aborrecer os clientes. Você está solicitando muitos produtos específicos? Um produto pode ser adquirido em outro lugar por um preço melhor? Existe uma alternativa de remessa direta que funcione para você, eliminando os custos de remessa e armazenamento? Reveja todos esses itens e procure ajustar a nova realidade.

3. Foco no que você faz de melhor

Apenas fazer promoções de produtos ou serviços não é diversificação. Na melhor das hipóteses, é uma perda de tempo e dinheiro. Pior, isso pode prejudicar seu negócio principal, afastando seu tempo e dinheiro do que você faz de melhor e prejudicando sua marca e reputação. Em um momento de crise deixe de lado as coisas que faz que não são seu forte e foque no que faz de melhor. Suas habilidades e competências podem fornecer benefícios aos clientes, dificilmente serão copiadas por seus concorrentes e pode ser aproveitado em produtos e setores. Então veja as principais competências baseadas em grandes empresas e confira se alguma dessas enquadra em que sua empresa tem de melhor: qualidade, atendimento ao cliente, valor, inovação, marketing. Faça diferente, mas faça com que você tem de melhor.

4. Desenvolver e implementar estratégias para conquistar os clientes da concorrência

Se sua pequena empresa prosperará em tempos difíceis, você precisará continuar expandindo sua base de clientes e isso significa atrair novos clientes e na maioria das vezes esses novos clientes poderão vir da concorrência.

Mas como você pode fazer isso? Acompanhando as atividades promocionais de seus concorrentes, com isso ficará mais fácil identificar os pontos fracos das campanhas de marketing assim poderá fazer campanhas melhores e mais atrativas oferecendo algo mais ou algo diferente do que a concorrência.  A prestação de um melhor atendimento ao cliente é muitas vezes apontada como uma das maneiras mais fáceis de superar a concorrência.

5. Aproveite ao máximo dos clientes de sua base.

Trabalhar como os seus já clientes é uma oportunidade de efetivar mais vendas sem ter os custos para encontrar novos clientes. E ainda melhor oferecendo melhores oportunidades de negócios eles poderão se tornar clientes fiéis a sua marca. Se você pretende fazer negócios à prova de crise, não pode se dar ao luxo de ignorar os lucros potenciais que sua base de clientes poderá trazer e mudar seu foco de vendas para incluir novos clientes estabelecidos. Procure aproveitar o momento e analisar qual a necessidade de seus clientes naquele momento e assim possivelmente montar uma campanha de recompensa para eles, descontos e promoções personalizadas para cada tipo de cliente, se possível ofereça também amostras grátis, trabalhar com a base de clientes não é mais difícil do que conseguir novos clientes. 

 6. Não reduza o marketing

Em tempos de crise, muitas pequenas empresas cometem o erro de reduzir totalmente seu orçamento de marketing ou até mesmo eliminá-lo completamente. Mas esses tempos de espera são exatamente os momentos em que sua empresa mais precisa de marketing.

Os consumidores estão inquietos e procuram fazer mudanças em suas decisões de compra. Você precisa ajudá-los a encontrar seus produtos e serviços. Portanto, não desista do marketing. E se possível, intensifique seus esforços em marketing, descubra a necessidade real daquele momento, faça com que a equipe de marketing trabalhe juntamente com a equipe de vendas trazendo feedbacks e dificuldades que os dois lados estão encontrando para atrair e efetivar uma venda, então junte seu departamento de marketing com a equipe de vendas, essa junção poderá trazer ótimas ideias e consequentemente ótimos negócios nesse momento de crise.

7. Mantenha sempre um bom relacionamento com bancos e financeiras.

Nunca se sabe quando realmente vai precisar de um crédito para poder sobreviver com seu negócio e nesses momentos de crise é quando realmente irá precisar, porém, muitas financeiras e bancos podem conter algumas linhas de crédito, pois sabem que em um momento de crise o risco de calote aumenta muito, dificultando assim a disponibilização de créditos para pequenas empresas que não tenham um bom relacionamento e o que eles chamam de “score” ou “rating”. Importante lembrar que o Governo geralmente disponibiliza linhas de crédito para empresas em momentos complicados de crise, então também nesse caso tenha sempre um bom relacionamento com o governo efetuando os pagamentos dos impostos e demais taxas para que em um momento complicado de sua empresa esteja disponível a possibilidade que conseguir um crédito com o governo. Com um bom “score” ou “rating” e relacionamento você terá uma chance muito maior de conseguir emprestar o dinheiro necessário para manter sua empresa funcionando, se necessário.

Para proteger seus negócios à prova de crise, mantenha um controle sobre seu rating de crédito pessoal e também o de sua empresa e faça o que for necessário para manter suas classificações de crédito sempre em um bom estado.

Não há absolutamente nada que torne sua empresa 100% à prova de crise. Porém, a implementação das práticas acima para proteger seus negócios da crise ajudará a garantir que sua pequena empresa sobreviva a tempos difíceis e poderá até lucrar com eles.

A i9 automação comercial pode auxiliar a sua empresa com equipamentos para automatização de processos que podem fazer a diferença em momentos de crise ajudando a economizar, confira abaixo alguns de nossos departamentos e qualquer dúvida entre em contato através do chat online ou Whatsapp

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 5 + 2?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)

PARCEIROS